• 3 formas de reduzir os gastos operacionais do hospital

    17 de julho de 2018

    Toda organização pensa diariamente em como economizar, principalmente em tempos de crise econômica. Os gestores se preocupam com a sustentabilidade do negócio e tentam encontrar saídas para que se faça mais com menos. E isso acontece, também, dentro dos hospitais. A “pedra de toque” está em reduzir os gastos operacionais do hospital, melhorando a gestão.

    Mas como fazer isso? Listamos 3 principais formas de reduzir os gastos operacionais.

    Organizar e padronizar os processos produtivos

    A administração hospitalar pode ser muito complexa, dada a diversidade de fontes de receita e o número de funcionários. Diariamente, são gerados milhares de documentos, que se vinculam aos mais diversos sujeitos: pacientes, funcionários, planos de saúde, fornecedores. A gestão de todo esse volume de dados pode demorar horas, caso não haja padronização dos processos administrativos.

    Isso pode ser feito por meio de planos de estratégias do administrador. A segmentação de etapas de trabalho tende a aumentar a produtividade dos funcionários envolvidos com a burocracia, por exemplo. Da mesma forma, pode haver separação entre o atendimento aos pacientes com ou sem plano de saúde, uma vez que as operadoras de planos demandam mais documentos do que o próprio hospital.

    Com os processos organizados e padronizados, é possível otimizar a gestão e reduzir os gastos operacionais.

    Reduzir os gastos operacionais do hospital por meio da tecnologia

    Atualmente, a tecnologia é utilizada por todo empreendimento de sucesso. Sem ela, é impossível competir em igualdade de condições com os concorrentes. Isso porque ela é um dos maiores motivos de redução dos gastos operacionais do hospital.

    Os sistemas inteligentes de gestão (softwares) possuem vários papeis dentro de um negócio. De um lado, eles reduzem as chances de erros cometidos por funcionários (em especial, os relacionados aos setores que envolvem recursos financeiros). De outro, eles organizam os processos produtivos.

    Além disso, contribuem para melhorar a gestão da informação, possibilitando ao gestor tomar decisões de forma mais rápida e fundamentada. No mesmo sentido, os sistemas possibilitam que os funcionários executem suas tarefas com mais precisão e rapidez. Em outras palavras, todo mundo terá mais tempo para se dedicar às atividades-fim do hospital, que é o cuidado ao paciente.

    Isso ocasiona uma redução significativa nos gastos operacionais do hospital, uma vez que todos ficam mais produtivos e eficientes com a tecnologia. Em suma, a instituição se torna mais dinâmica e próspera, já que pode aplicar recursos antes comprometidos em outras áreas.

    Terceirizar os gastos com limpeza e conservação

    O ambiente de um hospital diz muito sobre sua excelência. Um local limpo e conservado transmite qualidade, cuidado e preocupação com os pacientes e com seus familiares. Por este motivo, essas tarefas não podem ser negligenciadas.

    Entretanto, a limpeza e a conservação hospitalar possuem características próprias, dada a natureza da atividade, e ter uma equipe qualificada pra executar esses serviços pode ser bastante custoso para a administração.

    A terceirização dessas atividades é uma saída interessante, porque, além de economizar recursos financeiros, traz a certeza de que os funcionários designados para tais funções estão preparados para elas. Utilizar produtos corretos conforme os locais, reduzir o risco de infecção, otimizar a rotatividade das internações são algumas das vantagens de contar com uma equipe especializada.

    Assim, além de prestar um serviço de limpeza e conservação de excelência, os terceirizados trabalham de acordo com as legislações vigentes (ANVISA) e as diretrizes dos Serviços de Controle de Infecção Hospitalar da instituição, assegurando a confiabilidade e qualidade do processo. Isso tudo, claro, se houver a contratação de uma empresa séria e confiável.

    Se você procura formas de reduzir os gastos operacionais do hospital, pode começar adotando essas práticas. Ficou com alguma dúvida? Escreva pra gente pelos comentários e até a próxima.