• Condomínio: tecnologia é a solução na segurança

    08 de fevereiro de 2018

    A inovação da tecnologia na segurança dos condomínios é a grande aposta para os próximos anos. Com as ameaças cada vez maiores à segurança dos brasileiros, o condomínio precisa se esforçar para criar ambientes que transmitam tranquilidade aos seus moradores e sejam eficientes em manter as ameaças do lado de fora dos portões.

    Muito além das câmeras, estão surgindo novas tecnologias na segurança de condomínios que podem facilitar a entrada de pessoas autorizadas e eliminar as brechas que proporcionam riscos.

    O objetivo é aliar a segurança de ponta à comodidade dos moradores, utilizando o que existe de melhor quando falamos sobre segurança, certo? Veremos, neste artigo, informações preciosas sobre a inovação da tecnologia na segurança de condomínios. Confira.

    O uso da tecnologia na segurança de condomínios

    Você já imaginou chegar ao seu condomínio e conseguir acessá-lo em poucos segundos, sem a necessidade de aguardar pelo porteiro para liberar o seu acesso? Ou, então, dormir tranquilo sem se preocupar com a ação de gangues armadas que poderiam, facilmente, render o profissional que está na guarita?

    As novas tecnologias utilizadas na segurança de condomínios buscam reduzir a necessidade da intervenção humana em um sistema – diminuindo, também, as chances de falha. Afinal, um bandido não consegue render ou machucar um sistema de segurança digital, não é?

    Grande parte das novas tecnologias aposta no controle remoto do condomínio. Quando essas ferramentas são utilizadas corretamente, diminuem as chances de falha e aumentam a segurança dos moradores.

    As melhores ferramentas para aumentar a segurança

    Você quer entender melhor a utilização da tecnologia na segurança de condomínios? Separamos algumas das principais ferramentas que já estão sendo utilizadas. Confira:

    • Monitoramento e gravação de imagens na nuvem;
    • Sistema que opera de forma remota com câmeras e interfone, sem a necessidade de um porteiro;
    • Acesso ao condomínio através de tag (chaveiro);
    • Leitor de placas de veículo para permitir o acesso;
    • Utilização de controles remotos que não podem ser clonados para portão e garagem;
    • Controles de pânico, que permitem que o morador acione a empresa de segurança com apenas um botão;
    • Auditoria remota de acessos;
    • Utilização de softwares especializados para controlar o fluxo de pessoas e de correspondências.

    O funcionamento da portaria remota no condomínio

    Dentre essas novas tecnologias de segurança, destaca-se a utilização da portaria remota. Esse é um sistema que une diversas inovações tecnológicas para operar de forma remota – sem a necessidade de um porteiro presente fisicamente no condomínio.

    O funcionamento da portaria remota é bem simples: os moradores têm o seu acesso facilitado por controles de acesso (que podem ser um aplicativo para celular, tag ou controle veicular), com funções que garantem a segurança – como alerta em caso de entrada de intrusos ou o botão do pânico.

    Já para o acesso dos visitantes, é preciso utilizar o interfone para se comunicar com um atendente de forma remota, que entra em contato com o morador, que, por sua vez, libera ou não o acesso desse visitante. Dessa forma, é feito um controle rigoroso sobre todas as pessoas que podem ou não entrar no condomínio.

    Você já conhecia essas utilizações da tecnologia na segurança de condomínios? Como avalia a segurança do seu condomínio? Deixe o seu comentário e até a próxima.